NFT - Non-Fungible Token

Além da pandemia e do colapso generalizado na rede atendimento a “moda” no mundo dos Blockchains e das criptomoedas é o NFT. Para não passar batido juntamos algum material a respeito para quem eventualmente anda por aqui e tem algum interesse no assunto. Encontramos até um site onde é possível criar um NFT, se entendi direito o custo em dólares pode chegar até a casa dos USD 100 portanto, apesar da aparente facilidade, tenha cuidado antes de sair criando NFT’s. Também tenha cuidado e NÃO saia informando dados da sua carteira aleatoriamente por ai. Alertamos no entanto que não testamos e não recomendamos, apenas mostramos que existe esta possibilidade. Mostramos também um site onde é possível vender (caso você tenha criado ou queira revender algum que já tem).
Também deixamos aquele alerta básico: o site e o autor não estão recomendando, indicando nem patrocinando a criação ou compra deste tipo de Token. Se estiver interessado pesquise bastante e de forma antecipada.

Vídeo do canal do Fernando Ulrich falando sobre NFT:

Artigo em português:

A bíblia (material mais detalhado que encontrei) do NFT, datado de 10/01/2020, em inglês:

Site onde é possível criar um NFT. Não testamos mas consta que é possível criar um NFT com alguns cliques, em cerca de 15 a 20 minutos:

Site onde é possível comprar e vender/revender NFT:

2 curtidas

Obrigado pelo post.

Eu até entendo o conceito dos colecionáveis digitais e poderia ver um caso de uso bem específico para isso, mas no geral, me parece só mais uma bolha e algo que vai tirar dinheiro de muita gente. Talvez eu esteja errado já que tem tanta gente falando disso, mas simplesmente não entra na minha cabeça que pessoas tão pagando caro pra ter uma assinatura digital de um token qualquer. Pessoas estão pagando pela posse do token, e não pela obra de arte em si.

Até poderiam argumentar que a gente também paga pela posse de tokens BTC, mas no caso do BTC, é a posse do token que tem valor no final das contas.

Sei lá. Devo estar ficando desatualizado e vou me arrepender de ter escrito isso, mas de momento só digo para as pessoas entenderem que a obra em si é infinitamente replicável antes de comprar qualquer NFT. Só o token que é único, nada mais. Outra pessoa poderia emitir um token idêntico para a mesma obra de arte. Se o mesmo artista resolver emitir o mesmo token de novo para a mesma obra, qual delas é a original?

Fica o questionamento e a provocação para que a discussão seja sobre o que e quem garante a unicidade e identidade destes NFT’s.

O caso de uso que vejo para NFT’s é o de empresas de jogos centralizadas usando NFT’s como backend para seus jogos, de forma que o jogador que provar digitalmente posse sobre um determinado item ou personagem possa utilizá-lo na plataforma. Mas novamente, caímos no problema da centralização em que basta a empresa atualizar o jogo e apontar para um novo contrato para obsoletar os NFT’s antigos.

Aos que vão se aventurar no hype, boa sorte.

2 curtidas

Se não bastasse a onda no terreno das artes a última notícia divulgada no site da CNN informa que uma casa virtual foi vendida por mais de USD 500 mil dólares. Tá sobrando grana por aí.


Imagem retirada de: World's first digital NFT house sells for $500,000 - CNN Style

Fonte da notícia: World's first digital NFT house sells for $500,000 - CNN Style

2 curtidas

Também acredito que estamos numa hype, algo até compreensível por ser uma novidade, mas ainda assim creio que, mesmo após o estouro dessa bolha, haverá a permanência das NFTs pelos seguintes motivos:

1- Forte adesão das fãbases. Fãs sempre farão de tudo pra ter os mais seletos itens dos seus artistas, séries, times de futebol, etc. O NBA Top Shot é um bom exemplo disso, os fãs do esporte estão levando pro mundo dos NFTs a paixão que já tinha em colecionar itens como por exemplo Cards esportivos.

2- Adesão da comunidade gamer em busca dessa novidade. Esse nicho já possui uma força sem igual, movimentando mais dinheiro que a indústria do cinema e da música juntas. Sua visibilidade também está cada vez maior, inclusive em mídias convencionais através do E Sport. Os NFTs aproveitarão bem essa comunidade que só tende a crescer.

3- Comportamento natural da ostentação. Neymar, por exemplo já tem mais de R$ 213.000,00 em skins de armas no CS, itens que não trazem nenhuma melhora no jogo senão dar uma personalização única. Na verdade até mesmo com a classe média isso acontece com esses chamados “cosméticos” de jogos.

Quanto à questão do fornecimento de réplicas por parte do autor, aí caberá à confiança que os fãs/consumidores terão no emissor da NFT. Quem gasta hoje 1 milhão em um card físico raro de Pokemon por exemplo, tem a fé de que este item não será mais confeccionado. O emissor deverá prezar por sua credibilidade e mostrar respeito com seus clientes.

Concordo que em breve haverá muita gente perdendo dinheiro nisso, mas acredito que estes casos se valerão principalmente para aqueles que estão entrando com a visão restrita em justamente fazer dinheiro, ou até mesmo graças aos emissores mal intencionados. Infelizmente muitos outros “Faraós do Bitcoin” se aproveitaram da desinformação e ganancia de investidores de primeira viagem.

1 curtida

Olá Phillippe, seja bem vindo!

Concordo com todos os seus pontos. Estou lendo alguns artigos sobre esse tema, especialmente sobre os games construídos para rodar em Blockchains que geram NFT’s que podem ser minerados pelo jogador para colecionar ou negociar no mercado. Tenho curiosidade para saber até onde um Blockchain como o do Ethereum poderá aguentar (não faço a mínima ideia tecnicamente falando) se muitos jogos forem desenvolvidos em cima do Blockchain da Ethereum e que geralmente rodam smart contracts. Todo Faraó depende de gente (livre ou escravizada) para construir suas pirâmides.
Parece promissor, empresas que colocam dinheiro em novos negócios que estão em fase intermediária (quando já estão de pé e tem alguma coisa desenvolvida mas não dão lucro) estão colocando dinheiro, empresas de Venture Capital ou Capital de Risco).

1 curtida

Obrigado, Cecilio!

A real é que estamos diante de um novo mundo, com infinitas possibilidades por vir!

Quem se maravilhou com a inovação dos emails no início da internet, jamais faria ideia de facilidades como chamadas de vídeo, solicitação de comida e transporte por app, transferência de dinheiro, gps no celular streaming, etc.

Hoje, com a revolução blockchain estamos ± nesse patamar. Algo muito grande está surgindo, ainda com certa resistência devido ao medo do desconhecido, porém é um caminho sem volta!

De igual maneira, segue o raciocínio para os NFTs. A princípio, não só parece tudo muito louco, como ainda é difícil compreender a ideia de ser dono de um código único. Pra que eu vou querer ter um personagem ou um item só meu caso o jogo saia do ar? Mas quem sabe um mercado consolidado baseada em NFTs ou até mesmo cross-over entre jogos nos dê o real significado disso.

1 curtida

Pois então. É aqui que está o X da questão. Para que fazer isso em um blockchain já que o problema da confiança permanece? Blockchain resolve o problema da confiança, e aqui voltamos ao problema original. Se precisamos confiar no artista, então era melhor ele emitir isto em uma plataforma centralizada dele. Isto seria muito mais eficiente e menos custoso para todos.

Utilizar blockchain pública como o ethereum para qualquer coisa que dependa da confiança em algo ou alguém na minha opinião é um desperdício imenso de recursos.

1 curtida

Faz sentido sim, contudo o interessante a ser observado é que os contratos inteligentes são importantes para estes ativos, pois através deles é possível que atrele àquela NFT uma participação das vendas ao autor da arte sempre que sua obra for revendida, algo semelhante ao que já acontece com os times de futebol. Essa ideia é uma das inovações atraem os pequenos artistas.

Olá Tiago, estamos no processo de tokenizar a nossa empresa e encontramos você pelo youtube, Gostariamos de conversar com você, se possivel, ligue para este numero? 021972817711 (Claudio) ?Muito obrigada !!

Atualizo com o vídeo mais recente do canal Codigo Fonte TV:

Word of the year 2021 by Collins Dictionary: NFT


Print retirado de: Collins - The Collins Word of the Year 2021 is...

Beeple é um artista digital que está se dando muito bem no mundo das NFT’s. Mike Winkelmann na vida real já faturou muitos milhões de dólares. Sua última obra conhecida como Human One foi vendida no mês passado num leilão conduzido pela casa Christies por exatos USD 28,985,000 que no cambio dos dias atuais equivale a cerca de 159 milhões de Reais. O nome do comprador foi revelado e trata-se de um investidor suiço chamado Ryan Zurrer. Vale ressaltar que ele já tinha vendido outra obra chamada Everydays — The First 5000 Days por cerca de 69 milhões de dólares.


Print retirado do site: ryan zurrer

Para quem está na “vibe” e quer se aventurar e tentar criar seus próprios NFT’s (em inglês):

1 curtida

Ola pessoal é meu primeiro post aqui.

Queria tentar contribuir um pouco de como tenho visto os games nft atualmente que é bem diferente das artes.

Se você pegar o cryptopunks (aqui tem o codigo todo em 2 minutos)

Você ve que ele tem todos nfts, marketplace e tudo no mesmo código solitity publico, então neste caso é seguro para os jogadores pois você tem raridade, e marketplace, regras tudo em um lugar só, se o cara copiar o nft meio que não importa não seria o do “cryptopunks”

Outro tipo de game nft é o axie infinity onde os mostros são nft e o legal é que você consegue vender em outros marketplaces ou mesm p2p o que te da a liberdade de poder vender as coisas “mesmo que os dev fechem o marketplace ou cobrem taxas absurdas” mas como @tiago disse se desligarem o jogo perdem seu valor totalmente ou mesmo com mudanças no game um nft pode valer $10 em um dia e no outro $600

Tem games nft de verdade como cryptokities que quando vc da um get (como se fosse uma api de frete) no seu “nft” você consegue ler as propriedades dele e criar um jogo para aqueles nfts algo muito interessante.

Porém a maioria dos “games nft” que explodiram agora depois do boom do axie infinity são apenas piramides(shit coins) disfraçadas:

Veja jogos nft reais cobrão taxas por ação como o cryptopunks por conta de gas para fazer as ações.

A maioria dos jogos “atuais nft” (que não são nft) como exemplo o cryptocars, bombcrypto, mgpx cria uma shitcoin geralmente com o nome do game, onde você compra ela e “converte” em coins dentro do jogo que são nada mais que linhas no banco de dados, ai você da um clique por dia e vai ganhando “coins dentro do banco de dados” e depois de um tempo geralmente 5 dias você pode realizar o withdraw para o shitcoin e trocar em uma exchange por dinheiro de verdade.

Como toda piramide quem entrou primeiro ganha mto dinheiro porém depois que passa o “hype” e a galera para de entrar na base fazendo o preço cair da shit coin (por conta da inflação) e como o “game nft” não é de verdade nft geralmente os devs travam o saque do coin do game para a shitcoin, ficam diminuindo as recomensas ou simplesmente fazem o rug pull com as carteira, tbm até mesmo FUD destroi esses games muitas vezes.

fica ai mais algumas aplicaçõe de nfts

2 curtidas

@style Obrigado pelas explanações, deu algumas ideias interessantes.

Infelizmente, os jogos em NFT e as atuais gamecoins ao meu ver são 99% pirâmide + especulação, 1% ativo de valor.

Gastar dinheiro com jogos, sempre foi uma realidade, muito antes de sonharem com a palavra blockchain. Gastávamos sem buscar nada em troca. Aproveitar esse mercado para também remunerar foi uma excelente ideia, só que o que as pessoas não estão entendendo é que, assim como antes, só devemos investir nosso dinheiro, tempo e esforço naquilo que gere valor, no caso dos games, BOM ENTRETENMENTO.

Eu pagaria 200 reais num jogo do FIFA porque ele é bom, pagaria 20 - 30 reais em uma skin de um RPG, ou comprando cristais no Clash Royale, porque é um jogo que me prende, atrai minha atenção, me diverte e tem uma boa comunidade para interagir comigo, mas Axie Infinity é legal assim também? É algo que eu jogaria até de graça, sem nenhum sistema play to earn?

Do que adianta um jogo que tá bombando em valorização da moeda mas que em breve todo mundo vai enjoar simplesmente pq o jogo em si é fraco? Algo que me deixa bolado é que quando procuro esses jogos no youtube, só encontro vídeos sobre “como criar sua conta e ganhar dinheiro”, mas praticamente nada encontro sobre estratégias, melhores jogadas e coisas do tipo. Por aí já podemos ver como a ideia não se sustenta.

Outra observação interessante é que, pegando por exemplo jogos (não NFTs) do estilo “battle royale”, hoje temos febres como Free Fire e Fortnite, mas o pioneiro nesse estilo foi PUGB e hoje pouco é lembrado. Investir pesado em NFTs hoje, ao meu ver é muito risco para algo, que embora seja revolucionário, no momento ainda está saindo da incubadora. Muitas coisas melhores virão, inclusive jogos com gráficos melhores, compatíveis com os que já temos nos consoles.

1 curtida

Então o axie infinty é legal sim, ta no mesmo nivel de magic, ou yu gi oh , por isso ele ta pagando pouco nem compensa jogar por grana, as piramides são todos os outros.

mas o esquema é que todos os outros são shitcoins se tu pega no começo faz 20, 30x em uma semana no ido então por isso vc só ve planilias ninguém quer jogar.

pensa em baby dodge pq vc compraria isso? pq elon musk falou? etc… o lance que que disfarçar a parada de um jogo, vc consegue colocar qualquer demo la e prometer um road map gigante , dai qdo valorizar um pouco vem o rug pull ou despejo das baleias.

1 curtida
1 curtida

A vida imita a arte.


Imagem retirada de: Lavagem de dinheiro: Como a arte tem sido usada neste esquema - arteref

De acordo com a empresa Chainalysis aumentou considerávelmente o uso do mercado de NFT’s para atividades de “legalização” de dinheiro obtido “ilegalmente”. De acordo com artigo publicado no dia 02/02/22 em seu blog a empresa destaca as duas formas que estão sendo utilizadas no mercado de NFT’s pelos criminosos:

  1. operações de “wash trading” onde o vendedor e os compradores atuam de forma combinada, geralmente com recursos do próprio vendedor que tem dinheiro e precisa legalizá-lo. Ou seja, é uma venda para si mesmo através da manipulação do mercado e com fixação de preços que não obedecem as balizas de uma economia minimamente organizada funcionando com base nas forças de mercado.
  2. operações de lavagem de dinheiro considerando que ainda há relativa dificuldade de identificação dos titulares de carteiras digitais a compra de NFT’s com participação de intermediários atuando na ponta compradora dos market place de NFT’s é a forma encontrada pelos criminosos. Na vida real essa prática já é conhecida e no caso das NFT’s a mobilidade (possibilidade de guardar, transportar etc.) é muito alta.

Obs.: certamente veremos manchetes e notícias dizendo que NFT’s são usadas para isso e aquilo. De certa forma a Chainalysis confirma isso e talvez seja interessante e oportuno não ir com muita sede ao pote, não comprometendo mais do que 5% de todo o seu capital nesse tipo de negócio, depois de estudar e entender bem como funciona.

Link para o texto (em inglês):

O Departamento de Justiça Americano criou uma equipe que se dedicará exclusivamente para investigar crimes relacionados a criptomoedas. Mais do que o fato específico da criação oficial com a nomeação de um chefe a equipe deverá concentrar conhecimentos (especialistas) neste tema, como por exemplo no funcionamento das corretoras e dos serviços de mixers (que movimentam quantias menores por várias contas tentando dificultar o rastreamento da origem).


Imagem printada em 17/02/2022 do site: Justice Department Announces First Director of National Cryptocurrency Enforcement Team | OPA | Department of Justice