90 Bi Para Fabricar Reais? Esclarecendo Números que Confundem

Uma das minhas fontes diárias de leitura sobre assuntos relacionados a criptomoedas é o site Cointelegraph. Tenho notado uma grande publicação de notícias relacionadas ao sistema financeiro e suas inter-relações com o sistema bancário, principalmente quanto a inovações e digitalização da nossa moeda, o real. Respeito todo e qualquer tipo de trabalho desde que não seja ilegal. A publicação deste esclarecimento não tem nenhuma intenção de diminuir e nem mesmo de criticar o trabalho de quem publicou a notícia. Todavia a primeira questão que chamou a minha atenção é o número 90 bilhões de despesas que teriam sido gastos pelo Banco Central durante o ano de 2019 para produzir, circular e guardar o nosso dinheiro. A notícia traz inclusive nome e sobrenome da fonte, portanto pode ter havido engano de quem divulgou e não de quem publicou. Não sei se é pelo fato de já ter trabalhado em bancos que esse número me pareceu muito exagerado. Fui olhar qual é o total de dinheiro físico em circulação em 31/12/2019: somando todo o dinheiro físico (papel, moeda e cédulas ou moedas comemorativas) o total em circulação é de pouco mais de 280 bilhões de reais. Gastar 90 bilhões para fazer circular 280 bilhões significa ter uma despesa superior a 30%. Seria algo muito insano e irracional que uma coisa como essa fosse feito. Numa conta simples em pouco mais de três anos todo o dinheiro em circulação seria consumido justamente para manter esse dinheiro em circulação. Também fui olhar o valor do orçamento e das despesas realizadas durante o ano de 2019 para estas rubricas contábeis que totalizariam os tais 90 bilhões e no orçamento do BC consta que o valor orçado para estas despesas não chega a 900 milhões de reais, montante que não chega nem a 0,01%. Este tipo de informação está disponível no site do Banco Central mas sem ter alguma noção da quantidade de dinheiro em circulação e de questões contábeis como receitas e despesas podemos confundir inclusive aqueles que estamos querendo informar (público).


Fonte: https://cointelegraph.com.br/news/producing-the-real-costs-r-90-billion-but-it-could-become-a-digital-currency-in-6-months-reveals-banco-central-do-brasil


Fonte: https://www3.bcb.gov.br/mecpublico/?wicket:interface=:0::::


https://www.bcb.gov.br/cedulasemoedas/encargosmecir

Aproveitando o tópico vamos ver quanto dinheiro físico (cédulas e moedas) entrou em circulação nos últimos seis meses comparando dados disponíveis no site do Bacen dos dias 03/09/2020 e 03/03/2020. Em resumo houve um aumento um pouco acima de 36% na quantidade de cédulas (notas) em circulação. O volume passou de cerca de 254,5 bilhões em março/20 para 346,4 bilhões em setembro/20. Conforme vídeos abaixo a emissão de notas de valor maior do que as que já estão circulando não gera inflação. De acordo com dados do Bacen foram colocados em circulação 3.279.045 notas de R$ 200,00 que equivale a 655.809.000,00. Esse montante de quase 656 milhões não representa nem 1% do total de cédulas em circulação nesta data. Existem mais de 2,6 bilhões de notas de R$ 50,00, 1,8 bilhão de notas de R$ 100,00 e 1,4 bilhão de notas de R$ 2,00. Sem considerar a nota de R$ 1,00 que também existe em moeda as duas outras cédulas são as de R$ 2,00, R$ 5,00 e R$ 10,00. Você já recebeu 5 cédulas de R$ 2,00 em vez de receber uma de R$ 10,00? Pois é, existem 1,4 bilhão de cédulas de R$ 2,00 em circulação contra metade de cédulas de R$ 10,00, algo em torno de 734 milhões de cédulas deste valor.


Fonte: https://www3.bcb.gov.br/mecpublico/?wicket:interface=:0::::


Fonte: https://www3.bcb.gov.br/mecpublico/?wicket:interface=:0::::

Evolução Meio Circ 03 03 20

Para quem se assustou com a cédula de 200 Reais vale relembrar que em outros tempos (de inflação) já tivemos moedas de 5.000 cruzeiros e cédulas de 500.000 cruzeiros (meio milhão). Nessa época um carro (carroça) custava dezenas e até centenas de milhões. Mais recentemente já tivemos nota de 10 reais de plástico que ainda está circulando.

As imagens acima foram retiradas do site Terra que traz todas as cédulas desde 1942.: https://www.terra.com.br/economia/infograficos/novas-cedulas-real/


A imagem acima foi retirada do site: http://www.moedasdobrasil.com.br/moedas/catalogo.asp?s=86&xm=59