Chainlink o novo foguete das criptomoedas?

Recentemente embarquei no foguete da Chainlink, e vi que tem muita gente entusiasmada com a moeda que vem subindo rapidamente. Agora uns pensamentos que tive sobre a moeda. Há chances de ser apenas mais uma shitcoin que subirá mas depois despencara até o esquecimento? Ou é mais uma moeda forte para entrar na rotina de diversificação de carteira de Holders?
Desde já agradeço resposta, e se puderem acrescentar a pergunta ou trazer mais informações sobre a moeda, ficarei muy grato.

Olá ArchUser.
Estou passando para deixar as boas vindas pra você. Antes de mais nada qual é exatamente a sua noção de “recentemente”? Um mês, uma quinzena, uma semana? Nesse mundo das criptomoedas os preços oscilam a cada segundo e podem variar bastante em intervalos pequenos (minutos, horas ou dias). Um dos motivos que levaram o Tiago a criar este espaço é o FOMO (Fear of missing out - Medo de ficar de fora) na época em que o bitcoin chegou aos 20 mil dólares em 2017. A palavra “foguete” é interessante porque nem todos sobem como planejado, muitos explodiram e mataram astronautas no lançamento, durante o voo ou até mesmo antes do lançamento como aconteceu no Brasil, em Alcântara com o VLS 01 V03. Quanto a LINK ser uma shitcoin até mesmo o BTC pode ser uma shitcoin, neste mundo das criptomoedas tudo é possível. Em todo caso é positivo a ideia de diversificação de carteira. Sem entrar na questão idade x renda que não vem ao caso neste tópico, eu começaria diversificando os ativos em geral (renda fixa, renda variável, metais, criptomedas, etc,) e dentro de cada categoria também faria uma diversificação (títulos do tesouro, ações, ouro, bitcoin, etc.) dando peso maior para as mais tradicionais. Se você fica montado num tipo de ativo específico, mesmo que seja a longo prazo, a exposição ao risco é potencialmente maior do que a diversificação a partir dos ativos mais tradicionais.
Uma questão interessante que eu notei no gráfico de preços do LINK é a sua correlação constante com o BTC, fato que não ocorreu ao longo do tempo com outras criptomoedas da mesma faixa que em alguns momentos se descolaram, como é o caso do Ethereum a principal plataforma de smart contracts que é algo que o LINK também oferece.

Se você esta montando carteira com objetivo de longo prazo é importante entender que existem duas formas de “precificação” de ativos que é usado classicamente pelo mercado, se ainda não conhece sugiro pesquisar sobre análise gráfica e análise fundamentalista.

Os gráficos abaixo foram extraídos em 17/08/2020 do site: https://coinmarketcap.com/

Caso não conheça sugiro o canal do Fausto Botelho no YouTube que é focado em preços de ativos como ações e criptomoedas, abaixo o video onde ele falou da LINK a cerca de 10 dias.

Sobre Chainlink trago uma série de 8 postagens feitas no Twitter por @CryptoWhale que originalmente estão em inglês, com apoio do nosso tabajara translator publicamos em português. Nesta série de postagens ele afirma que LINK é uma bolha.


Link: https://twitter.com/CryptoWhale/status/1295601953720995840

@CryptoWhale postou ontem, dia 18/08/2020 sobre o ChainLink (LINK), em resumo que uma bolha acontece quando um elo da corrente estoura e o valor de um investimento perde 99% do seu valor. Numa série de 8 postagens sobre bolhas disse o seguinte:

Uma bolha se forma quando os investidores compram um ativo com intenção de revendê-lo por um preço mais alto para outro investidor, sem se preocupar com os fundamentos do ativo.

  1. Extrapolar é projetar dados do passado para o futuro, usando as mesmas bases do presente. Se os preços subiram à taxa X no passado, os preços continuarão a subir à taxa X para sempre.

A extrapolação faz com que os investidores façam compras em excesso de ativos de risco na tentativa de capturar as mesmas taxas de retorno.

  1. O efeito manada é um aspecto das finanças comportamentais.

É a tendência que os humanos têm de fazer o que o resto da manada está fazendo, mesmo que, como indivíduos, saibam que o que estão fazendo é irracional.

O boom das pontocom foi um o exemplo onde aconteceu o efeito manada.

Obs.: o boom das pontocom aconteceu no período de 1994 a 2000. Esse período também é conhecido como a bolha da internet. O índice da bolsa Nasdaq chegou a passar dos 5.000 pontos em 2000 para cair pela metade ainda no ano de 2000 e chegar perto dos 1000 pontos em 2002.

  1. Celebridades começam a divulgar e patrocinar o projeto.

Pessoas famosas costumam ser pagas para anunciar/divulgar o projeto quando os preços estão perto do topo, certamente eles compraram muito mais barato.

@stoolpresidente é um excelente exemplo disso. Observe como ele espera uma valorização de 40.000% antes de dizer a seus 2 milhões de seguidores para comprar.

Obs.: o usuário famoso citado como exemplo de celebridade que divulgou o LINK é Dave Portnoy , fã de criptomoedas e de esportes, uma celebridade da internet que tem cerca de cerca de 1 milhão e 700 mil seguidores no Twitter e disse que é fã da criptomoeda ChainLink recentemente, depois que o preço disparou.

  1. Fase do Hype

A mídia especializada fala do ativo toda hora. Os investidores médios acham que algo grande está acontecendo e eles ficam com muita vontade de comprar.

O preço começa a subir, e investidores inexperientes acham que continuará subindo para sempre. A vítima começa a chamar seus amigos e parentes para investirem nesse ativo.


Image from: https://twitter.com/CryptoWhale/status/1295601953720995840

  1. Negação completa.

Isso vai acontecer com a maioria dos investidores de longo prazo da LINK. Eles se recusarão a vender porque guardam na memória o período em que o preço estava subindo no passado recente.

Lembramos muito bem o que aconteceu com muitas pessoas iguais a estas (que estão investindo na LINK) durante a febre de lançamentos de ICO – Initial Coin Offers em 2017.

Stuck bagholding forever. Shame… é uma gíria americana relacionada a investidores do mercado de capitais que identifica pessoas que compraram ações que perderam valor e não conseguem se livrar delas, por causa disso acabam carregando estas ações para sempre. Vergonhoso…

  1. Não ter uma estratégia de saída

Se você está negociando ativos, é extremamente importante que você tenha uma estratégia de entrada e saída.

Eu tenho notado que nas bolhas, ninguém tem uma estratégia de saída (realista). Eles continuam esperando que o preço aumente, então, eventualmente, venderão quando o preço estiver despencando.

  1. Marketing

Os investidores ansiosos para bombar suas carteiras muitas vezes exageram as coisas.

No caso da LINK , eles costumam se gabar de dezenas de parcerias.

  • A parceria com a Google se revelou falso. Não era mais do que um simples tutorial.

  • A maioria dos projetos com os quais eles têm parceria são projetos scams (falsos) DeFi (Decentralized Finance – Descentralização Financeira).

  1. Concentração de Possuidores da Criptomoeda

Considerando que 70% do estoque de moedas LINK está concentrado em poder de 9 baleias (investidores que concentram grandes quantidades de um ativo em seu portfólio e que tem o poder de influenciar o preço de um ativo seja para derrubar ou para aumentar o preço controlando o mercado), é provável que elas comecem a despejar/vender para outros investidores quando estiverem prontos para realizar os lucros.

Você não deve comprar e/ou segurar quando isso acontecer. Aliás, isso aconteceu com a maioria das outras criptomoedas no passado.